O Homem e o Tempo

Escuto essa frase muitas vezes por dia, algumas vezes tenho respostas prontas, outras penso como responder tal pergunta, fico muitas vezes  sem resposta, pois ela é muito complexa para um professor de música que ainda nem olhou para seu aluno que já tem um expectativa enorme em sentir resultados.

Devido a profissionalização do mercado e a evolução do cliente consumidor, eu entendo a pergunta e sei o que o cliente está querendo perguntar, traduzo essa pergunta da seguinte forma: “Você poderia me dizer quando eu começo a colher os frutos de tão alto investimento?” ou “Quando eu vou poder desfrutar desse investimento”.

Ouvindo dessa forma é mais fácil responder, pois o investimento musical já começa a se pagar na primeira aula. Fazer música não é só conseguir tocar uma música no instrumento, apesar desse ser o grande objetivo.

Fazer música é realizar um sonho;

Vejo em muitos adultos e crianças  realizar um sonho em somente estar sentado diante de um instrumento e poder tocá-lo e ele soar. E com o passar do tempo o domínio técnico poder lançar para um mundo que até então era desconhecido.

Fazer música é se superar

Fazer arte em pleno século XXI é superação, num planeta onde a cada dia a automatização toma conta da vida e a produção do conhecimento muda na velocidade da luz, reproduzir um conhecimento que nasceu na idade média e sua evolução foi no século retrasado é plena superação. Pois a velocidade de aprendizado não é determinado somente pela sua pressa e sim pelo domínio das técnicas de executar tal instrumento.

Fazer música é parar

Vejo que muitos alunos não conseguem parar, principalmente os adultos. Nessa agitação da vida moderna, parar para sentar no instrumento e tocar, despende de um esforço brutal. Vejo que as pessoas até desejam, mas parar tudo pra tocar, estudar, repetir algo que será sedimentado lentamente,  no passar dos dias com repetições incomodas ao mecanismo de pensamento frenético do homem contemporâneo, incomoda a muitos.

Fazer música é aceitar

Esse é algo que os adultos também tem muita dificuldade, já as crianças nem sabem do que estou falando. Aceitar a própria limitação de desenvolvimento cognitivo e motor na hora de começar a tocar um instrumento, muitas vezes afasta o adulto das aulas. Aceitar que passo a passo chegará aos melhores resultados.

Fazer música é dedicar um bom tempo de sua vida para fazer algo agradável e muito prazeroso, só acho necessário ter um bom profissional, relaxar e aproveitar toda a plenitude do tempo passar mais devagar.

Anúncios