Nada melhor depois de um ano intenso, férias!

Por enquanto é Férias, mas daqui a pouco...

A cada ano que passa o trabalho musical se torna cada vez mais profissional. As escolas de música de outrora eram amadoras, não tinham uma administração profissional e penavam para sobreviver. Em tempos de concorrência muitas delas se tornaram empresas e aquelas que resistiram muitas fecharam as portas.

O professore de música também cada vez mais se torna um profissional, e aquelas frases de outrora que músico era boa vida, vai se acabando.

Nem tudo é maravilha quando se profissionaliza algo que parecia tão romântico e tão bonito, pode se criar uma decepção em relação aos conceitos de arte. Tocar e ensinar o músico e professor profissional, faz muito bem. O problema está em profissionalizar a sua profissão.

Profissionalizar quer dizer transformar tudo que era feito “com amor” e de maneira informal em algo que tenha: Metas, Estratégias, Organização, Planejamento, Expansão, Qualidade, Controle de Custo, Produtividade, Lucratividade. Nenhuma dessas palavras fez parte da minha (e acho que de nenhum músico) formação musical nem quando criança, nem na Universidade.

Como que da noite para o dia um Músico Profissional, um Professor de Música, profissionaliza seu trabalho, não é nada fácil e sem técnicas, estudo e formação não se chega nesses patamares.

Vejo muitos Músicos Profissionais de alta qualidade que não conseguem administrar o seu trabalho, nem como músico e muitas vezes nem como professor.

O SEBRAE é um bom caminho pra começar essas mudanças, mas mesmo com toda a didática que seus cursos tenham, essas técnicas demoram muito para se tornarem aplicadas no nosso dia-a-dia, as vezes muitas vezes porque temos que abrir mão de conceitos que acreditamos para que o profissionalismo se torne real em nossas vidas.

Aquelas palavras acima são avessas ao dia-a-dia de nós músicos e temos que aprender aos poucos, muitas vezes apreendendo com os erros. E os que não aderem não conseguem entender o que está errado no seu trabalho, muitas vezes acham que o problema é somente de que as pessoas não querem mais aprender como antigamente, criando desculpas para não aderirem ao profissionalismo da sua profissão.

Aqueles que procuram aprender essa técnicas de administração se tornam empresários de si mesmo.

E começam a enxergar o trabalho que realizavam como um mercado, um mercado que está em expansão e crescimento e precisa de profissionais a altura de suas exigências.

Por isso a cada ano fica mais complicado administrar o trabalho, pois esse despreparo técnico nos estressa muito mais do que dar nossas aulas ou tocar, e aqueles que já alcançaram tudo isso vão colhendo os frutos, mas ficando com umas canseira mental intensa para compensar o tempo perdido.

Estava falando de férias e acabei falando de trabalho, agora trabalho não, estou ainda em férias e férias é pra descansar, até mais pessoal.

Anúncios